Entrevista - Adriana Ribeiro

Batemos um papo super bacana com a empresária Adriana Ribeiro da Quinto Elemento. Desde 2000, produz artesanalmente: Perfumes Contratipos, Linha Home, Saboaria/Cosméticos e Brindes personalizados, conheça mais sobre o trabalho da Adriana no ig @quintoelementobrasil.

Confira abaixo nossa entrevista, se preferir acesse nosso canal do Youtube e confira o vídeo desse super papo.

1 – Qual é o seu negócio e como você entrou neste ramo?

Entrei nesse ramo em 2000, quando estava passando por uma dificuldade financeira, arrumava emprego em áreas administrativas, mas ganhava pouco. Com isso, fui fazer um curso de saboaria artesanal para aumentar a renda mensal, com o passar dos anos, acabou virando minha fonte de renda principal. Hoje em dia faço toda a linha de cosmética artesanal: difusores, home spray, águas de lençóis, aromatizadores, mas o carro chefe é a perfumaria (contratipos);

2 – Como é sua rotina de trabalho diária?

É uma loucura, não tenho muito horário (risos). Em 20 anos meu trabalho se tornou mais de boca a boca, então não preciso ir muito atrás do cliente, como tenho pessoas que compram de mim há muitos anos, os clientes acabam aparecendo, indo no meu atelier, ligando, ou pedem encomendas para enviar. Então não consigo me concentrar em horário, porque ao mesmo tempo que tento atender todos, também tenho que cuidar da minha casa. É bem complicado, mas gratificante;

3 – Quais datas sazonais, por exemplo dia dos Pais, das mães, dos namorados, entre outras traz um aumento em suas vendas?

Natal, sem dúvidas e depois Dia das Mães. Eu vejo muitos artesãos fazendo linha para Páscoa, linha para o Dia das Crianças, isso não vende. Cada mercado tem sua sazonalidade, por exemplo na Páscoa as pessoas querem chocolate, não sabonete, Dias das Crianças o foco são brinquedos, então a minha concentração fica em Natal e Dia das Mães, diria que em terceiro lugar empata Dia dos Namorados e Dia dos Pais;

4 – Qual sua relação com a Matriz?

Sou suspeita para falar, se tornou muito mais do que um fornecedor. Tenho relações com pessoas da Matriz que já se tornaram pessoais há muito tempo. A Joelma por exemplo, se tornou minha amiga, ela é gerente da Matriz, mas faz de tudo para resolver tua situação e nos momentos mais difíceis que eu passei ao longo desses 20 anos, inclusive por problemas de saúde, ela sempre esteve ao meu lado. Posso dizer que a Matriz ajudou a me reerguer. Eu vejo que não existe aquela coisa de “desculpe, não podemos te atender, procure em outro fornecedor” lá tudo se dá um jeito “não tenho essa matéria prima, mas o que você acha dessa?” e para mim isso vai muito além do que qualquer outro atendimento em outros fornecedores. A Matriz se empenha em fornecer um bom atendimento, sou muito suspeita para falar por isso, porque acho a equipe sem igual, tanto os vendedores, quanto os gerentes, os donos, então para mim é sem igual;

5 – Qual você acha que serão as próximas tendências do mercado? Como o mercado vai se comportar?

Nos últimos anos o que vem tomando destaque é essa linha Home, difusores, águas de lençóis, etc. Eu vejo que isso vai continuar e não só o Artesanal, as pessoas estão começando a se interessar por máquina aromatizadoras, lojas estão cada vez mais querendo implantar o marketing olfativo, é um mercado que tende a crescer muito mais do que o mercado de saboaria que tem altos e baixos;

6 – Qual conselho daria para quem está começando agora?

Primeiro, existem muitas pessoas no mercado que tendem a iludir as pessoas. Não existe fazer um curso de sabonete e ficar rico, o que existe é que alguns produtos permitem ter uma margem de lucro maior que outros, conforme você vai trabalhando e ampliando sua linha de produtos as coisas vão melhorando. Se hoje eu fosse viver de saboaria, não estaria trabalhando mais. Quando você entra nessa linha Home e perfumaria, além de trabalhar muito, é preciso estudar também. Não adianta comprar uma essência, um frasco e vender perfume, tem que estudar sobre notas olfativas, entender e compreender as necessidades dos clientes. Acaba se tornando uma pesquisa diária, sobre o mercado, sobre embalagens, entender que quem compra linha home em vidro, não é o mesmo que compra em Pet. Existe todo um estudo de produto, para dar maior praticidade ao cliente, por exemplo uma água de lençóis não vende em vidro, vende em Pet. E por ai vai, essa linha artesanal, também acompanha muito as tendências de moda, então é preciso estudar, estar sempre antenado para entregar um produto final que vá agradas seus clientes e fazer eles voltarem cada vez mais.

Avatar

Escrito por

Matriz Group

Considerada a maior distribuidora da América Latina do segmento, estamos há 25 anos no mercado, localizada no centro de São Paulo, nossa estrutura conta com três lojas físicas para atender os clientes presencialmente e estão divididas de acordo com cada segmento.
Nossa equipe é composta por mais de 150 colaboradores e representantes abrangendo todo território nacional e países do Mercosul